Endoscopia Digestiva Alta: por que tão utilizada?

A endoscopia digestiva alta é um dos exames mais solicitados pelos gastroenterologistas. Vamos entender qual sua função e importância neste artigo.

O que é?


É um exame que permite visualizar diretamente a parte superior do trato gastrointestinal. Por meio de um tubo flexível fino com uma câmera em sua extremidade, o gastroenterologista coleta imagens em tempo real do aparelho digestivo, do esôfago ao duodeno, passando pelo estômago. Todas as informações são colocadas em um laudo. Se a verificação não for suficiente, o médico complementa a endoscopia com uma biópsia e outros testes.


Para que serve a endoscopia digestiva alta?


Para avaliar órgãos do sistema digestivo e identificar muitas das doenças que acometem direta ou indiretamente essa região. Entre as principais estão: refluxo, gastrite, úlceras, pólipos, doenças infecciosas e câncer em estágio inicial e avançado. Por meio do exame o endoscopista identifica lesões, presença de massas, sangramentos e outras alterações no esôfago, no estômago etc.


Além disso, a endoscopia pode servir como um tratamento. Por meio dela, por exemplo, dá pra introduzir sondas no estômago e ajudar a alimentar indivíduos impossibilitados de comer, ou ainda, retirar pólipos e tumores malignos ainda em fase precoce. Nesse último caso, ela vem equipada de uma espécie de pinça que colhe o material.


Principais cuidados e contraindicações


Embora seja seguro, o teste envolve anestesia. Por isso, indivíduos com obesidade mórbida e doenças cardíacas precisam realizá-lo em ambientes hospitalares. Vale ressaltar que o sedativo interfere nos reflexos. Daí porque o paciente deve ser acompanhado e depois ficar em repouso, geralmente pelo resto do dia.


Conte sempre com os especialistas da Clínica Cirúrgica Gil! Entre em contato e agende sua consulta:

📱 (17) 3522-1369

Estamos localizados na Rua Pará, 1324 - Centro, Catanduva-SP.

18 visualizações

© 2020 by Dias